Vale a pena fazer formação de professores no curso normal?

Porque no PNE não debatem sobre uma remuneração melhor para os profissionais da educação? De que adianta capacitação para os profissionais da educação se não tem uma remuneração melhor.

Pergunta 1

Olá sou do rio de janeiro, tenho o ensino médio comum e no momento não tenho tempo para cursa uma faculdade e sonho em ser professora, gastaria de saber se vale a pena fazer o curso normal de formação de professores como primeiro passo?

daiana - rio de janeiro


Pergunta 2:

Porque no PNE não debatem sobre uma remuneração melhor para os profissionais da educação?

De que adianta capacitação para os profissionais da educação se não tem uma remuneração melhor.

Ides Rangel de Carvalho Sousa - Tamboril do Piauí

// Respostas

Resposta para a pergunta 1:

Eu acredito que todo tipo de informação o curso que você fizer visando melhorar sua condição profissional é válida. Contudo existem alguns casos em que é necessário avaliar melhor se um determinado curso ou uma determinada formação irá garantir o posto que você deseja e no caso da formação para professores é preciso avaliar o que as escolas e o sistema educacional exigem dos professores para a sua correta atuação em sala de aula.

Supondo que você queira dar aulas na educação infantil, ensino fundamental ou ensino médio pela rede pública estadual ou municipal. Nesses casos você precisará prestar um concurso público e será exigido de você o curso de licenciatura em pedagogia que é um curso superior. Portanto mesmo que você tenha o normal, pode ser que você não consiga entrar na rede pública por não ter a graduação exigida. É verdade que existem muitos professores que atuam na rede pública e não tem ainda a formação em pedagogia, mas existe todo um esforço dos governos para que os que já estão atuando façam o curso de pedagogia.

Informe-se melhor secretaria municipal de educação da sua cidade ou em uma delegacia de ensino na rede estadual pois eles têm mais competência para explicar melhor essa questão.


Resposta para a pergunta 2:

olas públicas brasileiras é longa, afinal é evidente que alguma coisa precisa ser mudada se quisermos ter escolas de qualidade. O PNE – Programa Nacional de Educação é um desses esforços. Ele é composto por 10 diretrizes objetivas e 20 metas para a concretização das diretrizes. O projeto é amplo e envolve toda a cadeia estudantil desde material didático, transporte, laboratórios de informática, entre outros.

Remuneração dos professores

Muito se fala em remuneração dos professores e profissionais da educação como forma de melhorar a qualidade do ensino, isto realmente pode ajudar muito, mas é muito perigoso esperar que uma ação deste tipo venha trazer os resultados que precisamos. Os profissionais da educação precisam sim ser melhores remunerados, mas é necessária sim a qualificação profissional deles também, bem como um amplo investimento na infraestrutura das escolas, do modelo educacional, entre outros.

Educação em casa

O PNE poderia também tratar da questão da educação em casa, afinal existe um equívoco de pensar que a escola é responsável pela educação, lego engano, a educação precisa começar em casa, mas como muitos pais farão isso se eles também não a têm? Como incentivar o aluno a leitura se ele nunca viu seu pai ou sua mão lendo? Como levar o aluno a ter uma visão macro se em casa o mundo dele se resume em novelas e futebol na TV?

Perceba que o problema da qualidade do ensino é muito amplo e requer um esforço e investimento que o PNE não contempla em sua totalidade.