Teólogo pode assumir concurso público para dar aulas?

Veja também as respostas a essas perguntas: Vale a pena fazer faculdade de física para dar aulas? Para dar aulas para crianças especiais é preciso algum curso especifico?

Pergunta 1:

Uma pessoa que é formada em bacharel em teologia pode ter progressão em concurso público e prestar concurso para ensino religioso?

Maria - Parauapebas/PA


Pergunta 2:

Será que vale a pena investir tempo para fazer uma faculdade de física para dar aulas no ensino médio nas escolas públicas ou particulares? Será que o salário compensa? As vezes ouvimos falar tão mal da profissão de professores que desanima um pouco.


Pergunta 3:

Para dar aulas para crianças especiais é preciso algum curso especifico? além da pedagogia oque preciso ter? se preciso tem curso a distancia para esse trabalho?

Suzi Meire de Campos Bernardi - Catanduva SP

// Respostas

Resposta para a pergunta 1:

Esta é uma pergunta interessante e a resposta dependerá um pouco do contexto. Para você dar aula no ensino fundamental ou ensino médio, você precisa ter feito em curso superior de licenciatura na área onde você pretende dar aulas, como matemática, biologia, física, letras para língua portuguesa e inglesa, entre outros casos. Para o ensino religioso o ideal seria de fato uma pessoa que fez teologia, mas até onde eu sei não existe licenciatura em teologia, uma vez que o ensino religioso não era considerado obrigatório nas escolas do país.

Partindo desse princípio é possível afirmar que uma pessoa que fez teologia possa sim prestar um concurso público para dar aulas, mas isso vai depender do edital do concurso e do que ele especificar um termo de pré-requisitos de formação superior para tal. Então veja que é possível do ponto de vista lógico, mas na prática dependerá do edital para determinar esses critérios.


Resposta para a pergunta 2:

Não só vale a pena como é necessário. Nada contra engenheiros darem aula de física, mas eu não tenho autorização para projetar um edifício ( embora saiba faze-lo). A formação didática que tive no curso de licenciatura em física me ajuda muito no preparo das aulas e abordagem dos conteúdos. Sou formado desde 2006 e hoje trabalho numa escola particular recebendo salario bruto de 19000,00 por 48 aulas. Sei que meu salário não é uma realidade no País, mas minha formação foi, com certeza, uma das razões para conseguir essa remuneração. Mas a escolha de uma profissão não deve se pautar apenas na remuneração. Trabalhei por muito tempo na rede estadual com salário bem inferior ao que recebo hoje, muitas vezes ficava desanimado, mas isso ocorre em qualquer profissão (ate mesmo as bem remuneradas).

Wesley Araujo - Uberlândia


Resposta para a pergunta 3:

Segundo minha esposa o que é pedagoga e trabalhar em escola de educação infantil na rede pública, para trabalhar com crianças especiais é necessário além da formação de licenciatura em pedagogia, que é um curso de graduação, o curso de pós-graduação em educação especial.

Ou seja, se você já é pedagoga, deverá fazer um curso de especialização que é a pós-graduação em educação especial. Ela ressaltou que na sala de aula dela existem alguns alunos especiais é por esse motivo a prefeitura loca uma professora específica para educação especial para acompanhar seus alunos, de certa forma o que acaba correndo é a chamada dupla docência, mas poderão existir situações de ter classes separadas, embora isto hoje não seja mais bem aceito por conta da chamada inclusão.

Bom, pelo menos esta é a informação que ela me passou é que funciona sim na rede pública municipal da cidade onde ela trabalha, mas acredito que mesmo em outros locais do país a situação deve ser mais ou menos a mesma e portanto certamente a esta deva ser a formação necessária para trabalhar com alunos especiais.