Home » EAD

O modelo EAD é tradicionalista ou construtivista?

Será que as faculdades e escolas de educação a distância utilizam o modelo tradicionalista ou tradicional de educação ou eles optam pelo modelo construtivista?

O ensino a distância (EAD) é uma modalidade educacional que tem ganhado cada vez mais destaque nas últimas décadas, especialmente com o advento da tecnologia digital e da internet. No entanto, uma questão que frequentemente surge é se o modelo EAD é tradicionalista ou construtivista. Para responder a essa pergunta, é importante compreender os princípios e as características de ambas as abordagens pedagógicas.

Abordagem Tradicionalista

A abordagem tradicionalista, também conhecida como ensino expositivo, é caracterizada pela transmissão de conhecimento do professor para o aluno de maneira unilateral. Nesse modelo, o professor desempenha um papel central na sala de aula, sendo o detentor do conhecimento, enquanto os alunos são considerados receptores passivos das informações. As aulas são estruturadas de forma linear, com foco na apresentação de conteúdo por meio de palestras, leituras e atividades direcionadas.

No contexto do EAD, o modelo tradicionalista é frequentemente representado por cursos online que consistem principalmente em vídeos de palestras, slides de apresentação e quizzes para avaliação do aprendizado. Os alunos seguem um roteiro pré-estabelecido, têm acesso a materiais de estudo padronizados e podem ter pouca interação com outros estudantes ou com o instrutor.

Abordagem Construtivista

Por outro lado, a abordagem construtivista enfatiza a construção ativa do conhecimento pelo aluno. Segundo essa perspectiva, o aprendizado não ocorre apenas por meio da absorção passiva de informações, mas sim por meio da participação ativa do aluno na construção do seu próprio entendimento. Os princípios construtivistas afirmam que os alunos têm conhecimentos prévios, experiências e perspectivas individuais que influenciam a maneira como eles aprendem.

No contexto do EAD, a abordagem construtivista pode ser aplicada por meio de estratégias como discussões em fóruns online, projetos colaborativos, resolução de problemas, atividades práticas e aprendizado baseado em problemas. Essas abordagens incentivam os alunos a explorar, refletir, questionar e construir seu próprio conhecimento, muitas vezes com o apoio do instrutor como facilitador do processo de aprendizado.

O Modelo EAD na Prática

A questão de se o modelo EAD é tradicionalista ou construtivista não tem uma resposta definitiva, pois a modalidade EAD é altamente flexível e pode acomodar uma variedade de abordagens pedagógicas. Muitos cursos EAD podem incorporar elementos de ambas as abordagens, dependendo dos objetivos de aprendizado, do público-alvo e da filosofia educacional da instituição.

Por exemplo, um curso EAD de matemática pode adotar uma abordagem mais tradicional na apresentação de fórmulas e conceitos fundamentais, mas usar estratégias construtivistas para resolver problemas práticos. Da mesma forma, um curso EAD de educação artística pode enfatizar a expressão criativa dos alunos, seguindo uma abordagem construtivista, mas também incluir conteúdo teórico tradicional para embasar a prática artística.

A Importância da Variedade de Abordagens

A flexibilidade do modelo EAD é uma de suas maiores vantagens, pois permite que as instituições de ensino escolham a abordagem que melhor se adapte aos seus objetivos educacionais e aos perfis dos estudantes. Além disso, a variedade de abordagens no EAD pode atender às diferentes necessidades de aprendizado dos alunos, promovendo a inclusão e a personalização do ensino.

Em resumo, a questão de se o modelo EAD é tradicionalista ou construtivista não é binária, e a resposta varia de acordo com a implementação específica de cada curso e programa. A chave para o sucesso do EAD está na seleção adequada das abordagens pedagógicas com base nos objetivos de aprendizado e nas características dos alunos, promovendo assim um ambiente de aprendizado enriquecedor e eficaz.

Veja Também:

2023 - Perguntaria   |   Política de Privacidade   |   Em Jesus Cristo confiamos